Apelido:
Senha:
 
>>> Esqueci minha senha
>>> Novos usuários, aqui!
 
[Ver todas as provas!]
PRÓXIMA PROVA
Run the Night
Dia: 25/11/2017 às 20h30m

PRÓXIMO TREINO ESPECIAL
Treino Lagoa (Profs Eugênio, Luciana e David)
Dia: 26/11/2017 às 07h00m

   

LAGOA,  em frente ao Clube Caiçaras

Segunda a sexta - 6:30 às 9:00 h

Sábado - 7:00 às 10:00 h

 

LEBLON, final da ciclovia

Terça a Quinta - 19:30 às 22:00 h

Domingo 

Rodízio de local - 7:00 às 11:00h

 


Fórum FDV > MARATONA DE BUENOS AIRES (17 respostas)

CRML escreveu: 06/11/2007 às 17h17m

Gente, quero deixar registrado que essa maratona foi muito especial p mim.

Acho que a maioria já ouviu as minhas incessantes reclamações das lesões que adquiro, sempre atrapalhando a evolução nas corridas, mas desta vez foi diferente, pois, apesar do treinamento, por mim chamado de "intensivão", consegui correr muito bem, sem sofrimento e feliz!

Os quilômetros passavam muito rápido, nunca vi coisa igual!

Foi uma maratona fácil (é, isso é possível!) e divertida.

O final foi emocionante, por vários fatores: primeiramente, não acreditava que fosse conseguir chegar com a Cida ou qualquer outro integrante da equipe. Vivia dizendo ao Jovem que "não me sentia treinada p a maratona". Ele mesmo me aconselhou a não fazê-la, por causa das perebas que tive há poucos meses atrás. Mas, resolvi correr por minha própria conta e risco, mesmo sabendo dos problemas que poderiam surgir por causa do aumento repentino de volume, etc. Paguei p ver e saí no lucro! Nunca me esquecerei da observação do Jovem em uma de suas planilhas de treinos: "Jovem, que Papai do Céu te proteja até a maratona de Buenos Aires". Isso porque aumentava 2, 3, 4 km nos longões e jogava o pace lá pra baixo. rsrs

A Cida, por sua vez, foi a minha companheirona de treinos e da própria maratona. Iniciamos e completamos juntas. Passamos pela linha de chegada de mãos dadas, com a maior sensação de vitória. Isso mesmo, fizemos a marca de 04:02:36!!! Conseguimos quebrar nossos recordes pessoais!

Também foi engraçado correr no pelotão "Tropa de Elite", com o Capitão Jovem Nascimento volta e meia fazendo "up!" "up!", quando aumentávamos a velocidade. Ele se sentiu, mas tudo bem.

Magda Pangareba, como eu, estava exorcizando as perebas. Correu conosco quase toda a maratona. CAROL SÓ FALTOU VOCÊ!!!!!!!!!!!!

Bom, quando a companhia é agradável, tudo fica mais fácil e não tinha como ser de outra forma nesta maratona.

Ah, não posso esquecer de citar o Pedro, que só não correrá Boston se não quiser!!!! O cara vôou baixo!

Bebemos muito vinho e cerveja, dormimos tarde, andamos pra caramba, comemos besteiras (ok, na véspera não bebemos álcool e comemos poucas besteiras, mas o resto foi feito!). Mesmo assim, deu tudo certo!

Equipe, foi muito bom estar com vocês nesse feriadão! ADOREI!

Isso só fez crescer a vontade de correr a maratona de Paris, mas, tenho prioridade na realização de um outro projeto, SÓ NÃO IREI POR CAUSA DISSO!!!

Aproveito também para mandar um recado a um certo corredor que se intitula ultramaratonista, um tal André Gustavo Pangordão: você, que se diz ultramaratonista, que não quer mais papo comigo e com a Magda, pois nunca ultrapassamos os 42 km, deveria rever seus conceitos... Eu e Panga estamos CORRENDO PRA CARAMBA, MEU AMIGO!!! Corremos 04:02 e 04:01, respectivamente. Nosso tempo poderia ter sido menor, se não fosse uma dor sinistra que tive no km 37 (pensei que estivesse tendo um infarto) e o xixi da Panga.

De qualquer forma, meu amigo, ao contrário das suas atitudes, não cortarei relações. Posso continuar falando com você, para te incentivar a correr mais rápido, ok? Sou evoluida o bastante para isso.

Jovem, tb só tenho a te agradecer. Mesmo não concordando com a minha decisão de correr esta maratona, fez o melhor que pode e o resultado foi mais do que positivo!

Quero finalizar esta mensagem com uma canção muito linda, que me lembra os Professores Alexandre Jovem Lima e Ricardo Cabelo Sartorato:

"Olha o Rivaldo! Sai desse lago!
Mãe aguardente no mei desse lago
Anda menino sai desse lago!
Menino eu mando, sai desse lago!

Vai chover, vai chover!
I love you lindo yeah!

E do cassino eu não vou sair
E do cassino eu não vou sair!"

Hahaha, estou morrendo de rir.

Beijos,

Claudia.

Resposta de: Andre em 06/11/2007 às 17h37m

Pangalofa,

 Parabéns pela grande prova!!

Vai curtindo... vai curtindo...

Eu continuo, devagar e sempre, aguardando você e a Pangareba lá no KM 50...

Um dia vocês chegam lá!!

Bjs!

 

 

Resposta de: aline em 07/11/2007 às 20h43m

Parabéns às maratonistas FDV!

QQ... Continue se gabando enquanto pode...

Fiapa voltando às pistas...

Aguardem cenas dos próximos capítulos!

:o)

Resposta de: lima em 08/11/2007 às 07h02m

Olá Galera,

Gostaria de parabenizar a todos pela conquista de Buenos Aires mais uma vez. Além de uma prova fantástica, a viagem foi muito divertida e tenho certeza que todos curtiram muito.

A prova ajudou muito de uma maneira geral mas todos que correram tiveram muita raça e coragem na obstinação de buscar melhores tempos. Parabéns de verdade a todos que estiveram presentes. Acho que deu para perceber a diferença de fazer uma viagem dessas em grupo e poder correr em grupo também é fantástico.

Agradeciimentos especiais ao Pelotão formado no início e que se manteve durante boa parte da corrida (eu, claudinha, cida, magda, duda e joão). Sem o pace de vcs e a vaselina da Cida (não me entendam mal) seria muito mais duro. Correr uma maratona é sempre um desafio. Essa já foi para a conta. Que venha Paris 2008, que será ainda melhor!

Atendendo a pedidos, segue o link para que todos possam se deliciar com a música que embalou as noites de Buenos Aires (notem o estilo sexy do cantor):

http://www.youtube.com/watch?v=1lsy22BdJJA 

Domingo, estaremos de volta! 

 

Resposta de: CRML em 08/11/2007 às 08h54m

FOTOS NO SITE DA MARATONA DE BUENOS AIRES!!

http://www.maratondebuenosaires.com/store/fotos.html

Resposta de: lima em 08/11/2007 às 09h36m

As fotos da viagem já estão em nosso site!

Divirtam-se!

Resposta de: ricsarto em 08/11/2007 às 16h08m

Olá galera!

Mais fotos adicionadas!

Ricardo

Resposta de: magda em 08/11/2007 às 21h28m

hahahahahaha tô ouvindo essa coisa ridícula...não sei como não fomos despejados do hotel! 

Pangordean, eu também vou continuar falando com você, só que vai ter que correr mais rápido prá falar com a gente. Quanto aos 50km, não me espera não, vai correndo...vou te passar já, já...me aguarde.

O que foi o Pedro El Poderoso Boston Man Palmeira, no almoço pós prova, levemente embriagado, fumando charuto e dizendo todas aquelas coisas?!

No vôo de volta, preenchendo o formulário de declaração de bens, tinha uma pergunta se era portador de alguma arma, ou alguma coisa absurda dessa. Daí Perguntei para El Poderoso e ele disse o seguinte: tenho sim, uma arma de correr!!!!

Pangareba Ficando Ligeirinha  

 

 

Resposta de: palmeira em 10/11/2007 às 16h49m

Pessoal,

Deixei para escrever quando o nível de endorfina baixasse um pouquinho. Acho que já dá. Vamos lá...

Buenos Aires para mim foi "a prova". No início desse ano encasquetei na minha cabeça que queria correr a Maratona de Boston, prova tradicional que precisa de índice para se inscrever. Na minha idade, o tempo de qualificação seria de 3h30min. Só tinha corrido uma maratona, em NY, em 3h47min. Diminuir 17min parecia um desafio complicado, quase impossível. Mas o Alexandre achou que era posível e aí eu passei a achar também. Persegui isso o ano inteiro. Após cada longão, entrava no programa de simulação de tempo e via se daria uma maratona em 3h30min. Só duas vezes esse ano eu consegui chegar lá na simulação. A Maratona do Rio foi a primeira tentativa de verdade. Mas a temperatura não ajudou. No 32km bati no "muro" e me arrastei até o fim da prova. Consegui baixar o tempo de NY em 5min, mas ainda estava a 12min do famigerado índice para Boston.

Aí veio o pior. Tive uma contusão de quadril na volta aos treinos que prejudicou o treinamento para Buenos Aires consideravelmente. Fiquei atrasado três semanas em relação ao Paulo, meu companheiro de treinos. Bem, treinei como deu. Para não voltar a sentir, zero treino em ladeira. Isso significou vários longões sozinhos, na Orla e na Lagoa, quando a galera treinava nas Paineiras. Ainda por cima, peguei uns três resfriados brabos durante o ciclo de treinamento. Bom, no final até que voltei a me sentir confiante e foi assim que larguei em Buenos Aires para tentar fazer a maratona em 3h36min, o que para mim já seria uma conquista e tanto.

Mas não é que o tempo esfriou no dia da prova? Eu e Paulo corremos juntos o tempo inteiro. No 30km, dessa vez, em vez de quebrar, eu vi que estava a dois minutos do índice de Boston e acelerei. O Paulo veio junto. Foi minha salvação. Faltando 5km, o gás acabou e o Paulo topou correr na minha frente, quebrando o vento. Ele literalmente me carregou nos últimos 5km. Cheguei 4 segundos atrás dele. A emoção era grande demais. Pela primeira vez me emocionei de verdade ao terminar uma prova. Sabia que tinha feito o índice de Boston. Caramba, sabia que tinha corrido minha primeira Maratona abaixo de 3h30min!!! A única coisa que me lembro de ter ouvido logo após a prova, foi o Paulo tendo que explicar para galera ao redor que eu não estava chorando de dor ou passando mal, mas estava era feliz mesmo!!! Como diz o Jovem, foi um momento mágico! O tempo oficial foi de 3h29min57s!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Para os que almoçaram no domingo após a prova comigo, agradeço a paciência de me ouvir extravazar minha felicidade regada a muitas cervejas Quilmes e um bom charuto cubano para comemorar a conquista. Sei que falei muita besteira e poluí o ambiente com fumaça de charuto. Mas foi um momento único. A realização como corredor amador estava completa! Era hora de chutar o balde um pouquinho, depois de tantos meses de disciplina espartana. Tenham certeza que só consegui extravazar minha alegria ali, pois me senti entre colegas de uma equipe de verdade.

Para o Ricardo e a Magda, agradeço pela companhia da longa caminhada na tarde do dia anterior a prova. Andamos muito e conversamos bastante. Acho que aquilo foi fundamental para diminuir a tensão da véspera. Até consegui dormir bem. A Magda, com seu bom humor de sempre, ainda ajudou o tempo a passar mais rápido, quando a Gol transformou um trecho Buenos Aires-Rio de Janeiro, de 3 horas, em algo em torno de 10 horas. Valeu Maga pela companhia!

Para o Jovem, vai o agradecimento pela confiaça depositada, apesar da cara de espanto quando falei pela primeira vez que precisava correr uma maratona em 2007 em 3h30min. A estratégia de treinos na volta da contusão foi fundamental para eu ter podido correr em BA.

Para o Paulo, meu companheiro de treino, vai uma gratidão eterna. Se pudesse, rachava minha medalha com você! Bem sei que você podia ter corrido aqueles 5km finais bem mais rápido. Mas não, você topou me ajudar e foi me puxando por 5 intermináveis quilômetros.Quantos vezes você olhou para trás e acenava com a mão para eu acelerar! Quantas vezes, eu pensei em desistir, mas olhando o que você estava fazendo por mim, não dava mesmo! Corremos os últimos 12km com pace médio de 4:45km/min. Caramba, foi demais! Valeu, obrigado mesmo!!!

Para aqueles que correrão em Paris, no meio da História, espero que possamos superar Buenos Aires em alegria e espírito de equipe, antes, durante e depois da prova. Para aqueles que ainda não correram uma maratona e acham que é uma idéia maluca demais, mudem de idéia. Com um pouquinho de dedicação, dá para fazer, e o prazer da conquista, mesmo depois da endorfina, é impagável!

É isso, Paris, aí vamos nós!

abraços,

Pedro

 

Resposta de: cf474695 em 10/11/2007 às 19h45m

Magda / Cláudia,

Quando o André Gustavo ficar tirando onda com vc´s, perguntem para ele como foi fazer uma corrida de aventura...  Teve um cara, que logicamente não vou falar o nome, que não levou a mochila com equipamento obrigatório, começou cheio da gás, mas já no meio pediu para o organizador carregar a bicicleta dele ladeira acima, depois ficou chorando... "Pô Carlão, isso daki q é porra para homem...To muito cansado, prefiro correr maratona...".

Parabéns meninas e podem sacanear o andré...

 

Bjs,

 

Carlão

 

 

 

 

Resposta de: aline em 10/11/2007 às 21h15m

Bonde FDV da Maratona de Buenos Aires,

Parabéns mais uma vez! Não resisti e dei uma choradinha por tabela ao ler a descrição do texto do Pedro. Não há como não se emocionar ao conhecer tão bem a sensação de alcançar um objetivo após tanta dedicação!!!

Meninas "Maratonistas Velocistas": parabéns!

Pedro: parabéns!

PP: parabéns dobrado! Pela conquista e pelo companheirismo!

Ric e Jovem: parabéns pelos atletas, pela prova, pelo trabalho e pela bela equipe!

Resposta de: paulo em 10/11/2007 às 22h29m

Grande Pedro,

Essa prova também vai ficar na minha memória. Nem estava com grandes expectativas...já estava meio que chutando o balde em BA: dormindo tarde e pouco, comendo muito, relaxado mesmo. Ficaria contente apenas em melhorar o meu tempo da maratona do rio (03:48). Mas como vc mesmo comentou, o tempo virou no sábado, e estava um friozinho animador no domingo. Resolvi arriscar e te acompanhar no início da prova, mirando algo na casa de 03:40 (se ficasse pra trás no final) ou mesmo os 03:36 que vc ia tentar. A organização ao longo da prova (hidratação certinha, com garrafas de água de 500ml – até água demais – e copos de gatorade fartamente distribuídos ao longo de toda a prova) também ajudou bastante. Fui te acompanhando bem ao longo da prova, e até me surpreendi com nosso tempo na meia (01:48)....03:36 era só o dobro.....estávamos perto....e me sentindo bem!

Isso até vc falar algo do tipo: “Boston está ao meu alcance!!! Nesse ritmo vamos fechar na casa de 03:32!!” E ligou o turbo e acelerou, me deixando pra trás, comendo poeira, hehehe!! Na hora fiquei sem saber o que fazer. Poderia manter o ritmo que estava fazendo, e fechar a prova sem sustos, em um tempo que nem estava imaginando fazer (as tais 03:32 que vc tinha calculado), ou poderia arriscar e tentar acompanhar esse maluco que passou o ano todo sonhando em conquistar uma vaga em Boston.

Pensei por alguns segundos e acabei decidindo ligar o “foda-se”. Seja o que ELE quiser. Vou tentar acompanhar o Pedro e ver até onde isso vai dar. Levei um tempinho até te alcançar, e cruzamos a marca de 32km juntos novamente. O ritmo estava forte, e na hora pensei que vc estava arriscando muito em tentar tirar tão rápido os tais 2 minutos. Mas segui em frente, sem nada comentar. Quando estava começando a me adaptar ao novo ritmo de corrida, minhas pernas me deram um susto.....parecia que as minhas velhas amigas câimbras estavam querendo participar da festa. Fiquei com esse incômodo por algum tempo, mas acho que o sache de sal (1g) que tomei no 30km e o último sache de gel (32km) acabaram fazendo efeito e elas acalmaram. Cruzei o 34km em condições normais (na medida do possível) e decidido a te acompanhar até o final.

Coincidência ou não, pouco depois de começar a me sentir melhor, vc começou a sentir o esforço da prova. Atendendo seu pedido, fui na sua frente, cortando o vento, mantendo o ritmo forte, mas sempre olhando pra trás pra ver se vc continuava me seguindo. Acabei imitando o Paulinho, que já me rebocou por várias vezes nos treinos de quinta-feira à noite.

Acabou sendo um final de prova diferente. Me desliguei completamente da minha prova e me concentrei apenas em te ajudar a chegar dentro do tempo. E valeu a pena, pois a sua cara de satisfação e realização depois da prova valeu todo o esforço!! E de quebra, por causa da sua loucura em acelerar, acabei fechando a prova em 03:29:52. Muito melhor do que eu jamais imaginei fazer. E lembrar que na maratona do Rio 2007, minha meta era conseguir fechar abaixo de 04:00:00 pela primeira vez..... Valeu Pedro!! Também só tenho a agradecer por esta prova!! Será que em Paris vai rolar algo parecido?

Não posso deixar de agradecer ao Jovem tbm, que sempre esteve presente, acreditando, incentivando e me ajudando a correr um pouco mais. Até que leva jeito pra coisa, esse nosso Capitão Jovem Nascimento!!!! :-) Para todos os que foram a Buenos Aires: valeu pelo companheirismo e alegria que fazem dessa equipe algo muito especial. E para os que não puderam ir, mas que ficaram torcendo por nós, o meu muitíssimo obrigado. Espero encontrar a todos em Paris, para mais uma viagem inesquecível.

Abs,

Paulo

Resposta de: flaviodoce em 11/11/2007 às 01h03m

Queridos amigos da FDV, foi uma viagem maravilhosa e uma pena que não tenha podido partilhar de mais tempo com vocês em BA, mas minhas passagens e estadia pageui antecipado, desde julho e a Recoleta ficava muito fora de mão para o uso do metrô.

Eu estava receoso com muitas coisas, afinal desde que a Alice nasceu, cada ida aos treinos se tornou um desafio e após a maratona do rio ficou ainda mais difícil de organizar minha presença, tendo que dividir os cuidados com meus dois pimpolhos. Mas ainda assim, faltando quase dois meses para a prova resolvi far um longão e testar  minhas possibilidades de consecusão do objetivo de correr a maratona. Foi tudo bem e resolvi aumentar o volume dos treinos para conseguir terminar em Buenos Aires, mesmo que com tempo elevado. Valeria a curtição. E foi o que aconteceu: com a temperatura mais baixa em que já corri, fiz o meu melhor tempo, com 4:15h, mesmo com a progressão de treinos toda quebrada.

O jantar de massas no sábado à noite foi muito divertido. Valeu pessoal.

Se alguem for me procurar na listagem de tempos não vai achar, porque a desorganização da prova deu meu número para outra pessoa e me forneceu um outro, mas não trocou os nomes, claro. Estava com o número de peito 90 e o nome que aparece é de um tal Carlos Morales.

A prova transcorreu bem e a hidratação e Gatorades estavam muito bem posicionados. Com isso, fui regulando a glicose apenas com os gatorades, só precisando de gel depois dos 32 Km. Foi bom ter corrido sem porta garrafas, mas perdi alguns minutos para conseguir tirar e recolocar meu aparato de medir a glicose, já que o estojo que usei dificultava e tirada e recolocada no lugar do aparelho e das fitas de medição (Magda, help!). As uva-passas ao longo da prova também foram muito bem vindas.

Parabéns a todos e, especialmente, aos que conseguiram suas melhores marcas e espantaram seus fantasmas perebentos,

     Flávio "Doce" de Aguiar.
 

Resposta de: marraes em 11/11/2007 às 09h49m

Resposta ao Pedro e ao Paulo.

Ler os relatos de vocês foi algo de sensacional. Eu já vinha, meio de longe, meio timidamente, acompanhando a união de vocês nos treinos, desde o último treino no Leblon antes da Maratona do Rio. Mas o que vocês fizeram em conjunto em BA, e a forma como narraram, foi especial. Tenho muito orgulho de ser um Filho caçula do Vento e poder conviver com este espírito de equipe, de família mesmo.

Gostaria de estar lá na chegada para ver este momento histórico, mas para isto ainda tenho que comer muito feijão...

Parabéns aos dois pela vitória e mais ainda pela forma como a conquistaram. Vocês merecem.

Um grande abraço.

Marcelo Arraes.

PS: Depois dessa me inscrevi para Paris. Ainda não sei se vou poder ir, mas a inscrição está garantida... 

Resposta de: Andre em 11/11/2007 às 22h05m

Carlão,

 

O cara que tava empurrando minha bike não era organizador, era meu dupla!! Ele não organiza a prova, só dá uma força pro Dave, que é o organizador,  emprestando alguma coisa que precise.

 E realmente confirmo o que eu disse pra você naquela subida, Corrida de Aventura é que é coisa pra macho!! Perto daquilo maratona vira brincadeirinha de criança!!

:-)

 As meninas da Tropa de Elite FDV podem continuar me sacaneando, mas ainda quero vê-las em uma Ultramaratona e em uma Corrida de Aventura...

 

Abs!

 

 

 

Resposta de: CRML em 12/11/2007 às 09h04m

Pangordão ou Pangordean, é o seguinte:

Do jeito que as coisas estão andando, aliás, se arrastando, como perfeitamente narrado pelo nosso amigo Carlão, você só nos verá numa corrida de aventura ou ultramaratona se for de binóculo, pois estaremos a quilômetros de distância de você, garoto lesma... hahahahaha!!!!

Beijos da Pangalofa.

Resposta de: Roberta Quintão em 15/11/2007 às 11h45m

Olá galera! Como a maioria, adorei os relatos também. Emocionante. Apesar de ter ficado distante e não compartilhar todos os momentos, agradeço a companhia agradável e carinhosa de todos. Mamãe aliás adorou o grupo :). Acho que daqui há pouco vira uma maratonista também hehehehe. Apesar do cansaço e das peripécias da véspera, meu irmão mora em Buenos Aires e de presente com a nossa chegada ele resolveu se mudar no sábado, passei o dia fazendo mudança.. me alimentei mal (já estava deitada quando me trouxeram um sanduíche do Mcdonalds de jantar.. Acordei e reparei que não tinha nadaaa para o café da manhã.. Nada que fôsse a cara de uma refeição para maratona..), acho que fiz tudo que não seria aconselhável.. mas consegui bater meu recorde :) baixando 10 minutos. Marcelo, obrigada pela força e companhia em grande parte do percurso e me perdoa a surtada que dei nos 10km finais e saí desembestada. :) Ainda tenho muito o que aprender... principalmente a controlar paces e não ir por sentimento :). Beijos para todos.

Resposta de: ddantas em 15/11/2007 às 20h24m

Pessoal,

Meus comentários sobre "el Maratón de Buenos Aires" não serão diferentes dos que já foram registrados aqui. Foi realmente "a prova"!! Temperatura perfeita, percurso fácil e agradável, excelente esquema de hidratação (água até em excesso!) e , claro, a companhia incomparável desta família!  A prova foi emocionante e, para mim, mais uma superação! Baixar o tempo em 10 min foi incrível (fechei em 4h02min). Toda a aventura de correr em terras hermanas valeu muito a pena! A viagem foi muito divertida, achei BsAs um lugar lindíssimo! Enfim, obrigada a todos pelos ótimos momentos vividos por lá... Ao Filipe Laudo agradeço pelo companheirismo durante a prova, fundamental para que eu não cedesse às dores alucinantes no joelho, que me acompanharam desde o km 30 até o fim. E a todos os irmãos do vento que toparam este desafio: parabéns, parabéns, parabéns!! E aos nossos mestres, Ric e Jovem, valeu por mais esta maravilhosa aventura, definitivamente inesquecível!!

bjs, Dani Dantas.

 

 
 
Confira os últimos 5 tópicos do nosso Fórum:
POR: TÓPICO: ÚLTIMA MENSAGEM:
Gisela Ossola Nascimento ossola Assistência Técnica Garmin RJ ? (3) 04/09/2017 às 14h11m
Romulo Oliveira Souto romsouto Garmin Forerunner 610 (1) 14/08/2016 às 09h55m
Jaime Luis Simões Filho JaimeSimões TIMEX GPS - MARATHON (Lacrado Novo) R$440,00 (1) 04/12/2015 às 10h34m
Domenica Sarkovas dsarkovas Tenis Ascis Kayano 19 - R$ 400,00 (0) 20/02/2014 às 08h24m
MARCELO BORGES ARAUJO MBAraujo Vendo Polar RS300X (2) 04/02/2014 às 18h15m
ver todos os tópicos
Enquete FDV
Qual seu sabor preferido de Gatorade?
Limão
Tangerina


Ver Resultados
 
Asics Gatorade Minalba RJZ Cyrela D Vitaminas Gu